Novo

Livro Petições Previdenciárias Comentadas 7ªed - 2021

193 reais

em 12x 16 reais con 08 centavos sem juros

Enviando normalmente

Frete grátis

Saiba os prazos de entrega e as formas de envio.

Estoque disponível

Devolução grátis

Você tem 30 dias a partir do recebimento do produto para devolvê-lo, não importa o motivo!

Garantia

Compra Garantida com o Mercado Pago

Receba o produto que está esperando ou devolvemos o seu dinheiro

Garantia da loja

Garantia do vendedor: 7 dias

Meios de pagamento

Boleto parcelado em até 12x

Mercado Crédito

Cartões de crédito

Mastercard
Hipercard
Elo
Visa

Cartões de débito

Elo Debito
Visa Débito

Pix

Pix

Boleto bancário

Boleto

Características principais

IdiomaPortuguês
FormatoFísico
EditoraMundo Juridico

Outras características

  • ISBN: 9786555740073

Descrição

Petições previdenciárias comentadas 7ª edição

Edição: 7ª
Autor: Alexsandro Menezes Farineli
Acabamento: Encadernado
ISBN: 978-65-5574-007-3
Ano de Publicação: 2021
Formato: 16x23
Páginas: 1252

----------------------------------------------------------------------------
Sinopse

O ano de 2021 é mais um daqueles vai ficar marcado por muito tempo em nossa memória, pois ainda estamos ainda vivenciando os drásticos efeitos do Covid-19.
Até mesmo em razão desta pandemia a legislação previdenciária vem tentando se adaptar a este terrível momento.

Dentro desta tentativa de adaptação tivemos a edição da Lei nº 14.131 de 30 de março de 2021, onde se renova a possibilidade de concessão do benefício previdenciário decorrente da “incapacidade temporária” sem a realização da perícia médica presencial.

Como consequência desta mesma situação tivemos a criação da Lei nº 14.128/2021 - (compensação financeira aos profissionais e trabalhadores de saúde)

Como podemos perceber ficar atualizado com a legislação previdenciária é uma tarefa muito árdua, mas com o nosso trabalho acredito que estamos colaborando com todos os colegas que atuam nesta nobre área do direito social.

Esta nova edição nasceu graças a calorosa acolhida dos profissionais do direito e demais pessoas que militam junto a Previdência Social

A mesma se encontra atualizada com as principais leis, decretos e regulamentos que interferem no direito previdenciário:
- Emenda constitucional nº 103/2019;
- Lei nº 14.131 30 de março 2021 (antecipação do benefício por incapacidade temporária)
- Lei nº 14.128, de 26 de março de 2021 (compensação financeira)
- Lei nº 14.126, de 22 de março de 2021 (visão monocular)

Poderíamos citar inúmeras outras leis, decretos e portarias do INSS, mas entendemos melhor não fazer isso, senão iríamos fazer uso de diversas páginas.

Ressaltamos ainda que a doutrina se encontra atualizada de acordo com o entendimento de grandes mestres do Direito Previdenciário e com a jurisprudência mais atualizada.

Atendendo a pedidos incluímos as teses mais atualizadas de revisão de benefícios previdenciários, tanto as de fato quanto as de direito.

Atualizamos o conteúdo, reformulamos a estrutura do livro mas sempre mantendo sua consagrada linha, ou seja doutrina e petições previdenciárias devidamente fundamentadas, facilitando assim em muito o dia a dia do profissional.

Outro ponto que não poderia ser alterado é a linguagem fácil e que é marca registrada deste autor, assim a obra se encontra completa tanto para o militante efetivo do Direito Previdenciário, quanto para àqueles que eventualmente labutam nesta área quanto para os iniciantes onde poderão aprender sobre os benefícios previdenciários na teoria e fazer uso das PETIÇÕES DEVIDAMENTE FUNDAMENTADAS EM FORMATO EDITÁVEL para melhor adaptação de sua necessidade.

Finalmente ressaltamos que as petições, recursos e demais peças jurídicas são fruto de quem atua nas agências do INSS e utiliza das mesmas petições no sistema de peticionamento eletrônico onde este existe ou balcão das Varas Previdenciárias, portanto, são casos reais que chegam até meu escritório ou através de consulta de colegas recebidas através do e-mail deste autor.

Novamente faz uso o autor de seu E-mail para oferecer suporte a seus colegas, amigos e leitores para críticas, dúvidas e sugestões para o crescimento contínuo de todos nós.

----------------------------------------------------------------------------------

Sumário

PARTE 1

DOUTRINA E MODELOS

CAPÍTULO 1 - O ATENDIMENTO PREVIDENCIÁRIO

CAPÍTULO 2 - INTRODUÇÃO AO DIREITO PREVIDENCIÁRIO

CAPÍTULO 3 - ORGANIZAÇÃO DA SEGURIDADE SOCIAL
3.1 Da legislação pertinente

CAPÍTULO 4 - PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS DA SEGURIDADE SOCIAL
4.1 Universalidade de cobertura e do atendimento
4.2 Uniformidade e equivalência dos benefícios e serviços às populações urbanas e rurais
4.3 Seletividade e distributividade na prestação dos benefícios e serviços
4.4 Irredutibilidade do valor dos benefícios
4.5 Equidade na forma de participação no custeio
4.6 Diversidade da base de financiamento
4.7 Caráter democrático e descentralizado da administração, mediante gestão quadripartite, com participação dos trabalhadores, dos empregadores, dos aposentados e do governo nos órgãos colegiados
4.8 Regra da contrapartida

CAPÍTULO 5 - PERSONAGENS DO DIREITO PREVIDENCIÁRIO
5.1 Dos segurados obrigatórios na legislação previdenciária
5.1.1 Segurado empregado
5.1.2 Empregado doméstico (Lei Complementar nº 150/2015)
5.1.3 Contribuinte individual (inciso V)
5.1.3.1 Do microempreendedor individual
5.2 Segurados facultativos
5.3 Forma de recolhimento das contribuições sociais na legislação

CAPÍTULO 6 - INSCRIÇÃO E FILIAÇÃO

CAPÍTULO 7 - DA QUALIDADE DE SEGURADO E O PERÍODO DE GRAÇA
7.1 O período de graça e sua extensão

CAPÍTULO 8 - DA PETIÇÃO INICIAL PREVIDENCIÁRIA
8.1 Os limites da lide
8.2 Requisitos da petição inicial no Código de Processo Civil
8.3 Endereçamento
8.4 Da qualificação das partes
8.5 O fato e os fundamentos jurídicos do pedido
8.6 Da lógica na narrativa dos fatos
8.7 Dos pedidos
8.8 Do valor da causa
8.9 Das provas
8.10 Da opção pela audiência de conciliação
8.11 Da resposta do réu

CAPÍTULO 9 - BENEFÍCIOS EM ESPÉCIE
9.1 Aposentadoria por incapacidade permanente
9.1.1 Quadro resumo
9.1.2 Aposentadoria por incapacidade permanente (aposentadoria por invalidez) na legislação
9.1.3 Aposentadoria por incapacidade permanente (aposentadoria por invalidez)
9.1.4 Dispensa de cumprimento do período de carência
9.1.5 Diferença entre incapacidade temporária (auxílio doença) e aposentadoria por incapacidade permanente (aposentadoria por invalidez)
9.1.6 Incapacidade para atividade laborativa e não para os atos da vida civil
9.1.7 Condições pessoais do segurado (perícia biopsicossocial)
9.1.8 A incapacidade permanente e a revisão da incapacidade
9.1.9 Progressão ou agravamento da enfermidade
9.1.10 Início do benefício
9.1.11 Renda mensal inicial
9.1.12 Resumo da renda mensal inicial
9.1.13 Do acréscimo de 25% na aposentadoria por incapacidade permanente
9.1.14 Mensalidades de recuperação
9.1.15 Fungibilidade previdenciária entre benefícios por incapacidade
9.1.16 Aposentado por incapacidade permanente mesmo empregado não possui direito ao recolhimento do FGTS
9.1.17 Decreto com a relação das situações que concedem o acréscimo dos 25% (grande invalidez)
9.1.18 Do retorno para o exercício de uma atividade profissional
9.1.19 Lista de doenças que isentam do cumprimento de carência

Modelos:
Modelo 1 - Ação para conversão de benefício por incapacidade temporária em aposentadoria por incapacidade permanente

9.2 Auxílio por incapacidade temporária (auxílio doença)
9.2.1 Quadro resumo
9.2.2 Legislação do benefício por incapacidade temporária
9.2.3 Da previsão constitucional do auxílio por incapacidade temporária
9.2.4 Quem pode receber o auxílio por incapacidade temporária
9.2.5 Segurado facultativo e o auxílio por incapacidade temporária
9.2.6 Carência do auxílio por incapacidade temporária
9.2.7 Exercício das atividades habituais
9.2.8 Doença preexistente
9.2.9 Do agravamento da enfermidade
9.2.10 Do período de carência do auxílio por incapacidade temporária
9.2.11 Isenção da carência para concessão do auxílio por incapacidade temporária
9.2.12 Segurado em processo de reabilitação profissional
9.2.13 Início do benefício
9.2.13.1 Do início do benefício em processo judicial
9.2.14 Segurado recluso em regime fechado não recebe o benefício previdenciário
9.2.15 Valor do benefício por incapacidade temporária
9.2.16 Limitação do valor do auxílio por incapacidade temporária
9.2.17 Suspensão do contrato de trabalho
9.2.18 Benefício por incapacidade temporária no contrato de trabalho
9.2.19 Benefício por incapacidade temporária concedido de ofício
9.2.20 Auxílio por incapacidade temporária decorrente de acidente de qualquer natureza
9.2.21 Segurado com 2 (duas) ou mais atividades
9.2.22 O segurado afastado e o plano de saúde fornecido pela empresa
9.2.23 Pedido de prorrogação do benefício
9.2.24 Formas de extinção do auxílio por incapacidade temporária
9.2.25 Diferença entre o benefício por incapacidade temporária e aposentadoria por incapacidade permanente
9.2.26 Período de graça concede o benefício por incapacidade temporária
9.2.27 Antecipação do auxílio por incapacidade temporária - Lei nº 13.982/2019 e Lei nº 14.131/2021 de 30 de março de 2021
9.2.28 Exercício de atividade profissional e o recebimento do auxílio por incapacidade temporária

Modelos:
Modelo 1 - Auxílio por incapacidade temporária - Médico cardiologista e ausência de recolhimentos previdenciários pelo empregador
Modelo 2 - Auxílio por incapacidade temporária - Restabelecimento em razão de artrose no quadril - Especialista em ortopedia
Modelo 3 - Auxílio por incapacidade temporária - Especialidade em psiquiatria e período de graça - Esquizofrenia
Modelo 4 - Benefício por incapacidade temporária - Restabelecimento - Espondiloartrose e discopatia cervical
Modelo 5 - Benefício por incapacidade temporária - Médico oftalmologista - Hipermetropia
Modelo 6 - Benefício por incapacidade temporária - Sequelas de osteomielite

9.3 Auxílio-acidente (código 94 - acidente do trabalho e 36 acidente de qualquer natureza)
9.3.1 Quadro resumo auxílio acidente
9.3.2 Legislação sobre auxílio acidente
9.3.3 Comentários sobre o auxílio acidente
9.3.4 Dos beneficiários do auxílio acidente
9.3.5 Da isenção da carência e do acidente de qualquer natureza
9.3.6 Fato gerador do auxílio acidente
9.3.7 Inexistência de graus de incapacidade ou de maior esforço
9.3.8 Perda da audição (doença profissional e do trabalho) - Disacusia
9.3.9 Início do auxílio acidente
9.3.10 Desnecessidade do recebimento de prévio recebimento de benefício por incapacidade comum ou acidentário para a concessão do auxílio acidente
9.3.11 Percentual do benefício de auxílio acidente
9.3.12 Competência da justiça federal ou estadual

Modelos:
Modelo 1 - Auxílio acidente de qualquer natureza decorrente de acidente de trânsito não ligado ao trabalho
Modelo 2 - Auxílio acidente - Perda de membro da mão direita
Modelo 3 - Conversão de auxílio por incapacidade temporária comum em modalidade acidentária e concessão de auxílio acidente
Modelo 4 - Alegações finais - Auxílio acidente

9.4 Auxílio por incapacidade temporária modalidade acidentária
9.4.1 Legislação
9.4.2 Comentários sobre benefícios acidentários
9.4.3 Do acidente tipo
9.4.4 Fato gerador do auxílio por incapacidade modalidade acidentária
9.4.5 Medidas de proteção e responsabilidade da empresa
9.4.6 Ambiente de trabalho seguro
9.4.7 Da equiparação a acidente do trabalho
9.4.8 Doenças equiparadas a acidente do trabalho
9.4.9 Acidente do trabalho in itinere
9.4.10 INSS poderá reconhecer acidente do trabalho de ofício
9.4.11 Da comunicação do acidente do trabalho
9.4.12 Da ausência da CAT
9.4.13 Dia do acidente
9.4.14 Da carência
9.4.15 Estabilidade e garantia
9.4.16 Das principais enfermidades ligadas a execução do trabalho

Modelos:
Modelo 1 - Acidente típico - queda e lesão no joelho
Modelo 2 - Conversão de benefício por incapacidade comum em modalidade acidentária

9.5 Aposentadoria por tempo de contribuição
9.5.1 Legislação sobre a aposentadoria por tempo de contribuição
9.5.2 Previsão constitucional da aposentadoria por tempo de contribuição antes da vigência da Emenda Constitucional 103/2019)
9.5.3 Cálculo do benefício (forma de cálculo anterior a vigência da Emenda nº 103/2019)
9.5.4 Do fator previdenciário
9.5.5 Aposentadoria programável na Emenda Constitucional nº 103/2019
9.5.6 Valor da aposentadoria
9.5.7 Regra de transição do pedágio de 50% do período faltante + o tempo mínimo de 28 anos de contribuição e 33 anos para o homem
9.5.8 Regra de transição dos 62 anos para mulher e 65 anos para homem
9.5.9 Pedágio dos 100% do tempo faltante
9.5.10 Das informações constantes no CNIS
9.5.11 Complementação das contribuições para as contribuições previstas na Lei Complementar nº 123 de 2006
9.5.12 Meios de prova do tempo de contribuição
9.5.13 Do período considerado como tempo de contribuição
9.5.14 Do período que não é considerado como tempo de contribuição
9.5.15 Início do benefício
9.5.16 Desnecessidade da manutenção da qualidade de segurado
9.5.17 Contagem recíproca

Modelos:
Modelo 1 - Aposentadoria por tempo de contribuição negada sob o argumento de ausência da qualidade de segurado
Modelo 2 - Aposentadoria por tempo de contribuição, alegação de não cumprimento do período de carência
Modelo 3 - Ação para concessão de aposentadoria por tempo de contribuição com período laborado em condições especiais convertido em comum
Modelo 4 - Aposentadoria por tempo de contribuição com utilização de tempo trabalhado em regime rural com pedágio 50% (emenda 103/2019)
Modelo 5 - Aposentadoria por tempo de contribuição com ausência de recolhimento pelo empregador

9.6 Da aposentadoria urbana por idade (benefício programável)
9.6.1 Legislação sobre aposentadoria por idade
9.6.2 Aposentadoria programada (aposentadoria por idade urbana)
9.6.3 Do período de carência
9.6.4 Da tabela progressiva
9.6.5 Do início do benefício
9.6.6 Percentual do benefício previdenciário
9.6.7 Decreto nº 3.048/99 - Aposentadoria por idade - Percentual do benefício
9.6.8 Acumulação da aposentadoria por idade com auxílio acidente
9.6.9 Aposentadoria por idade compulsória
9.6.10 Aposentadoria por idade híbrida ou mista
9.6.11 Idade na aposentadoria híbrida
9.6.12 Conversão de aposentadoria por idade em aposentadoria por incapacidade permanente
9.6.13 Recebimento de benefício por incapacidade temporária para fins de carência

Modelos:
Modelo 1 - Aposentadoria por idade para mulher com mais de 15 anos de contribuição para o INSS
Modelo 2 - Pedido de aposentadoria por idade e alegação de desnecessidade de cumprimento da idade mínima e carência simultaneamente - tabela progressiva
Modelo 3 - Aposentadoria por idade, autor com mais de 15 de contribuição, sendo homem com inclusão de período de serviço militar
Modelo 4 - Aposentadoria por idade com período de benefício por incapacidade como período de carência

9.7. Aposentadoria da pessoa com deficiência
9.7.1 Espécies de aposentadorias para a pessoa com deficiência
9.7.2 Legislação
9.7.3 Comentários sobre a aposentadoria da pessoa com deficiência
9.7.4 Da inclusão da pessoa portadora da visão monocular

Modelos:
Modelo 1 - Aposentadoria por tempo de contribuição para pessoa com deficiência
Modelo 2 - Impugnação de laudo médico (não reconhecimento do autor na qualidade de deficiente
Modelo 3 - Recurso de apelação

9.8 Aposentadoria especial
9.8.1 Quadro resumo
9.8.2 Legislação sobre aposentadoria especial
9.8.3 Introdução
9.8.4 Redação da aposentadoria especial na Emenda Constitucional nº 103/2019
9.8.5 Previsão de idade mínima na aposentadoria especial
9.8.6 Possibilidade de conversão do período laborado em condições especiais
9.8.7 Linhas gerais da aposentadoria especial
9.8.8 Conceito de aposentadoria especial
9.8.9 Finalidade da aposentadoria especial
9.8.10 Do período de 15, 20 e 25 anos (com a Reforma da Previdência Social estes terão de cumprir idade mínima)
9.8.11 Presunção de atividade especial
9.8.12 Alterações da Lei nº 9.032/95
9.8.13 Direito adquirido a contagem especial
9.8.14 Requisitos da habitualidade, permanência e não intermitência
9.8.15 Insalubridade, periculosidade e penosidade
9.8.16 Periculosidade
9.8.17 Caracterização da insalubridade
9.8.18 Sentença trabalhista no direito previdenciário quanto a aposentadoria especial
9.8.19 Insalubridade trabalhista é diferente da previdenciária
9.8.20 Data da concessão do benefício
9.8.21 Comprovação da atividade insalubre
9.8.21.1 Laudo extemporâneo
9.8.22 Uso do equipamento de proteção individual
9.8.22.1 Julgamento STF equipamento proteção individual
9.8.23 Salário de benefício
9.8.23.1 Cálculo na Emenda Constitucional nº 103/2019
9.8.24 Tema 709 do STF
9.8.25 Conversão do período de trabalho especial em comum (possibilidade quando o trabalho fora prestado antes da vigência da Emenda Constitucional nº 103/2019)
9.8.26 Fator de conversão do tempo de serviço prestado em atividade especial em comum
9.8.27 Vigilante possui direito a aposentadoria especial

Modelos:
Modelo 1 - Aposentadoria especial, cobrador de ônibus
Modelo 2 - Aposentadoria especial para função de eletricista, mesmo com fornecimento de EPI
Modelo 3 - Aposentadoria especial para auxiliar de enfermagem, mesmo com fornecimento de EPI que não garante eliminação total do risco
Modelo 4 - Aposentadoria especial - Frentista de posto de gasolina
Modelo 5 - Aposentadoria especial - Agente especial ruído
Modelo 6 - Aposentadoria por tempo de contribuição com reconhecimento de período especial laborado como vigilante
Modelo 7 - Apelação - Contrarrazões de recurso interposto pelo INSS onde o autor obteve sentença favorável reconhecendo o direito a período especial. Motorista de ônibus
Modelo 8 - Réplica - Aposentadoria especial

9.9 Pensão por morte
9.9.1 Legislação sobre pensão por morte
9.9.2 Introdução ao benefício de pensão por morte
9.9.2.1 A pensão por morte na constituição federal
9.9.3 Dos dependentes previdenciários para fins de pensão por morte
9.9.3.1 O cônjuge
9.9.3.2 Pensão por morte nos alimentos temporários
9.9.3.3 Divisão da pensão do cônjuge falecido entre esposa(o) e companheira(o)
9.9.3.4 A companheira ou companheiro
9.9.3.5 Filhos (filiação genética e afetiva)
9.9.3.5.1 Filiação socioafetiva
9.9.3.5.2 Maioridade civil não cessa a pensão por morte previdenciária
9.9.3.6 Dos pais - genética e afetiva
9.9.3.7 Relação dos documentos que comprovam dependência previdenciária
9.9.3.8 Irmãos de até 21 anos, inválidos ou tiver deficiência intelectual ou mental ou deficiência grave
9.9.4 Início do benefício
9.9.4.1 Contra menores de 16 anos não corre prescrição (nosso entendimento)
9.9.4.2 Hipótese do inciso II: Da concessão do benefício da data do requerimento
9.9.4.3 Situação do Inciso III - Da decisão judicial, no caso de morte presumida
9.9.5 Do valor da renda mensal do benefício
9.9.5.1 Dependente inválido ou com deficiência intelectual, mental ou grave
9.9.6 Irreversibilidade das cotas
9.9.7 Acréscimo dos 25% da aposentadoria por incapacidade permanente não se transmite em forma de pensão
9.9.8 Da habilitação dos dependentes
9.9.9 Inovações das Leis nº 13.135 e 13.146/2015
9.9.10 Da divisão e extinção da pensão por morte (alterado pela Lei nº 13.135/2015)
9.9.11 Pensão por morte vitalícia e temporária para cônjuges/companheiros
9.9.12 Filhos ou irmãos inválidos ou com deficiência intelectual ou mental ou deficiência grave
9.9.13 Cessação da pensão para cônjuge ou companheiro pelo decurso do prazo previsto em lei
9.9.13.1 Segurado com menos de 18 contribuições mensais
9.9.13.2 Casamento/união estável com menos de 2 anos de duração
9.9.13.3 Óbito decorrente de acidente do trabalho ou doença profissional
9.9.13.4 Expectativa de sobrevida na pensão por morte (ler em consonância com a Portaria 424 de 29 de dezembro de 2020)
9.9.13.5 Tempo de contribuição em regime próprio
9.9.13.6 Acumulação de benefícios
9.9.13.7 Da morte presumida
9.9.13.8 Autor de crime doloso não receberá pensão por morte do servidor, se houver sentença transitada em julgado o condenando
9.9.13.9 Inscrição post mortem

Modelos:
Modelo 1 - Pensão por morte - Período de graça e manutenção da qualidade de segurado
Modelo 2 - Exclusão de dependente (ex-esposa) que não recebia pensão por morte, separada de fato e sem dependência econômica com o falecido
Modelo 3 - Pensão por morte em razão do óbito de filho e a mãe se declara dependente do mesmo
Modelo 4 - Pensão por morte rural habilitação para companheira
Modelo 5 - Pensão morte - Para filho maior - Inválido
Modelo 6 - Pensão por morte para esposa legalmente casada e óbito do marido em outro estado, alegação de separação de fato do cônjuge
Modelo 7 - Réplica em pensão morte

9.10 Auxílio-reclusão
9.10.1 Auxílio reclusão na legislação
9.10.2 Comentários sobre auxílio reclusão
9.10.3 O valor do auxílio reclusão
9.10.4 Do período de carência
9.10.5 Auxílio reclusão - segurado rural
9.10.6 Manutenção da qualidade de segurado
9.10.7 Dos dependentes
9.10.8 Auxílio reclusão no período de graça
9.10.9 Certidão do efetivo recolhimento
9.10.10 Data do início do benefício
9.10.11 Fuga do segurado
9.10.12 Da cessação do auxílio reclusão concessão da pensão por morte
9.10.13 Cálculo da renda do segurado e não dos dependentes
9.10.14 Do conceito de baixa-renda

Modelos:
Modelo 1 - Auxílio reclusão para dependente menor - Prisão do genitor
Modelo 2 - Auxílio reclusão para autora - Cônjuge do segurado recluso
Modelo 3 - Auxílio reclusão para companheiro mesmo sexo
Modelo 4 - Auxílio reclusão - Menor impúbere - Renda superior ao limite - previsto em lei
9.11. Salário maternidade
9.11.1 Quadro resumo
9.11.2 Legislação
9.11.3 Introdução ao benefício de salário maternidade
9.11.4 Salário maternidade para mãe adotante
9.11.5 Da carência para o benefício
9.11.6 Período de graça e salário maternidade
9.11.7 Da mãe adotiva

Modelos:
Modelo 1 - Segurada empregada mas sem recolhimento das contribuições sociaisda empresa
Modelo 2 - Salário maternidade para contribuinte individual
Modelo 3 - Salário maternidade para segurada desempregada

9.12 Benefício assistencial (idoso e deficiente)
9.12.1 Comentários sobre os benefícios assistenciais
9.12.2 Dos benefícios de prestação continuada na Lei nº 8.742/93
9.12.3 Dos beneficiários
9.12.4 Da renda per capita
9.12.5 Da nova regra da Lei nº 12.345/2011
9.12.6 Benefício assistencial não gera pensão por morte
9.12.7 Da decisão do Supremo Tribunal Federal sobre o critério da miserabilidade

Modelos:
Modelo 1 - Restabelecimento de benefício assistencial suspenso em razão da renda de um salário mínimo de seu cônjuge
Modelo 2 - Pedido de benefício assistencial negado em sede administrativa em razão da renda do esposo de um salário mínimo
Modelo 3 - Benefício assistencial para menor deficiente

CAPÍTULO 10 - BENEFÍCIO ESPECIAL PARA PROFISSIONAIS E TRABALHADORES DA SAÚDE
10.1 Comentários
10.2 Das pessoas beneficiárias desta lei
10.3 Dos dependentes
10.4 Presunção da covid 19 como causa da incapacidade ou óbito
10.5 Fato gerador antes da vigência da lei
10.6 Valores da compensação financeira
10.7 Do requerimento
10.8 Caráter indenizatório da compensação financeira

PARTE 2
PETIÇÕES DIVERSAS E DESPACHOS

Modelo 1 - Alegações finais auxílio acidente
Modelo 2 - Alegações finais pensão por morte
Modelo 3 - Réplica aposentadoria por tempo de contribuição
Modelo 4 - Réplica de auxílio acidente
Modelo 5 - Réplica benefício assistencial
Modelo 6 - Manifestação sobre laudo médico favorável
Modelo 7 - Manifestação sobre laudo médico - Acidentes do trabalho
Modelo 8 - Manifestação laudo benefício por incapacidade temporária
Modelo 9 - Impugnação a laudo médico - Data do início da incapacidade
Modelo 10 - Impugnação laudo médico - Repositor de supermercado
Modelo 11 - Impugnação laudo médico eletricista
Modelo 12 - Petição de manifestação sobre RPV
Modelo 13 - Habilitação de herdeiros no processo judicial
Modelo 14 - Recurso Juizado Especial Federal - Auxiliar de enfermagem
Modelo 15 - Recurso de apelação - Período parcialmente julgado procedente - Instrumentista cirúrgico
Modelo 16 - Recurso de sentença atividade especial frentista
Modelo 17 - Mandado de segurança para reabertura de processo administrativo e reconhecimento de atividade especial por enquadramento profissional


OBRIGADO POR SUA VISITA!!!!



TAGS: FGTS, FUNDO DE GARANTIA 2021, PREVIDENCIA, DIREITO PREVIDENCIARIO, DIREITO, LIVRO DE DIREITO